<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quarta-feira, maio 23, 2007
Pensamentos viram coisas!



A frase do título é de Mike Dooley, um dos mestres do livro “O Segredo”. E vocês ainda vão me ler falar muito nesse livro aqui...

“O melhor presente Deus me deu:
a vida me ensinou a lutar pelo que é meu!”

(Charlie Brown)

Deus sabe que detesto esse cara. Mas, tiro o chapéu. Adoro esse refrãozinho dessa música da Malhação. E ontem, ressacada de uma puta enxaqueca e de perna pro ar boa parte da tarde, ouvi lá longe a musiquinha, enquanto degustava as palavras sábias de “O Segredo”, livro da Rhonda Byrne. Vocês já ouviram falar? Pois precisam. Vale a pena. Não é Lair Ribeirismo barato, não, viu? É ciência. Comprovação. Fatos incontestáveis. Que a gente tá careca de saber e não pratica. Eu tô engolindo as páginas. Já tenho uma lista de gente na fila de espera. Mas, o meu conselho é um só: é livro pra cabeceira, tipo “cada um deve ter o seu”! O meu já tá todo grifado, sublinhado, exclamado. Como todo livro que leio.

Minha vida tá muito legal. Estou trabalhando onde quero, fazendo o que me agrada fazer (adoro fazer reportagens!) e sendo testada para mais responsabilidades. O que dá frio na barriga, mas também estimula a aprender, crescer e mudar. O ano que passei assessorando a minha chefamiga no Notícia da Manhã foi de muito aprendizado, claro. Mas foi também de “tijolo por tijolo num desenho lógico”.

Voltei a malhar. Toda feliz. Mais magra. Mais estimulada. Mais sem pressa. Mais zen. A Yoga tem toda uma responsabilidade. O Gábi tem me ensinado a me centrar mais. Respiro melhor, me concentro mais, minha flexibilidade de volta e o abdômem se definindo. Da minha meta, faltam seis quilos. Em menos de dois meses, chego lá. E não vejo a hora de viajar. Bahia me espera. Saudade do meu pai, da minha terra, alguns poucos, bons e velhos amigos pra rever e uma amiga nova pra conhecer de verdade.

Meu ritmo? Acelerado ainda. No entanto, me sinto mais com vontade de ir puxando o freio de mão, parando no acostamento e dar aquela olhada providencial no retrovisor, sabe? Ontem, sushi, boa companhia, ótima conversa. Na pauta, revival legal do primário e do ginásio. Pode? Pode sim. Adorei reviver, gargalhar, me emocionar com meus bons tempos de colégio, de amigos guardados na alma. Amigos cujo respeito, carinho e confiança o tempo não levou!
Pra fechar, vou deixar vocês com um pouca da sabedoria das leis da atração:

“O que você está pensando agora está criando sua vida futura. Você cria sua vida com seus pensamentos. Porque está sempre pensando, está sempre criando. Aquilo que você mais pensa ou que mais se concentra é o que vai se manifestar como sua vida”.
(Rhonda Byrne)
P.S.: Dani e eu no Planeta Diário! Mas a gente tava biíta, né?
postado por Anucha Melo @ 12:04 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial