<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, maio 14, 2007
Parede como proteção!



“Se cada dia cai, dentro de cada noite,
Há um poço onde a claridade está presa.
Há que sentar-se na beira do poço da sombra
e pescar luz caída com paciência.”
(Pablo Neruda)

Minha vida mudou, gente! Definitivamente, as coisas agora começaram a entrar nos eixos. Do jeito que eu pensava que era o bom pra mim. Do jeito que eu mereço. Acordo cedo ainda. Mas é com minha filhotinha pedindo comida. Levanto, boto a comida dela e volto pra cochilar aquele soninho bom do iniciozinho da manhã, sabe? Às vezes, ligo a TV pra ver a Nadja e o telejornal que, até duas semanas, era eu quem produzia. E vejo minhas matérias irem ao ar solenemente.
Tenho pensado muito em trabalhar no melhor aproveitamento do meu tempo. Tempo pra ler, tempo pra ouvir música, tempo pra ajeitar minha casa, tempo pra minha cachorra, tempo pra malhar (ainda não me comprometi com isso de verdade...), tempo pra lavar o carro (tem quase um mês que não vê água!), tempo pra visitar gente que eu quero bem e com quem estou em falta. Tempo, que eu sei muito bem que é uma questão de prioridade.
Hoje, fiz uma bateria de exames. Sangue, urina, ecocardio, teste de esforço. Andei sentindo uns passamentos na semana passada. Aí, já viu: check-up teve que ser antecipado. Segundo o meu médico, tá tudo nos conformes. No mais, alimentação bacana, gostando mais de me olhar no espelho e seguindo firme no propósito de ficar melhor pra mim.
Mas tudo é mesmo uma questão de tempo. Coisa que eu tenho aprendido. Não sem alguma dor. Mas, de forma consciente e consistente. Volto ao Hugh Prather pra arrematar:

“ Se eu não puder conhecer o curso do tempo, o melhor que tenho a fazer é prestar atenção, observar cuidadosamente o que está acontecendo e identificar que movimento me é permitido. Isso é como tentar achar a saída de uma sala no escuro. Será inútil me virar e xingar a parede, pois talvez ela tenha sido colocada lá para me proteger.”
postado por Anucha Melo @ 9:48 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial