<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quarta-feira, maio 30, 2007
Presente do tempo



“O beijo deu certo
O corpo encaixou
O papo foi aberto
Com ares de amor
Uma intimidade
Com cheiro de tempo
Além da amizade
Um outro sentimento
O amor
Presente guardado no tempo
Que se revelou
Hoje você está sozinho
E eu também estou
Você assim tão romântico
E eu também sou
Vivendo na mesma cidade
Num mesmo momento
Tudo é só felicidade
E bom pressentimento
O amor
Presente guardado no tempo
Que se revelou
Eu sempre fui afim de você
Eu nunca tive chance foi pra te dizer
Que bom que estou aqui pra poder viver
O amor
Presente guardado no tempo
Que se revelou”


Me peguei cantando essa música pra você. Assim, passado um tempo que nos conhecemos, convivemos, rimos juntos das mesmas piadas, dividimos até a mesma mesa... estou pronta pra revelar a você o que me move até aqui. Sei que parece impossível. Mas a gente está pré-destinado. Eu vi isso já algum tempo. Tenho certeza que você também intuía. Mas não tinha força pra se liberar do que nem te prendia. E tu nem desconfiava. E tu nem me olhava. E nem notava eu te olhando através da alma. Não dos meus olhos. Eles estavam vigiados. Não podiam ser traídos. Agora, hoje não. Hoje, eu quero e posso e devo te dizer que nós vamos viver uma história. A nossa história. A história da vida da gente. Não se assuste. É a pura verdade. Uma verdade que não vem de mim. Nem de você. Vem de antes. Vem de uma força enorme. Que nos atrai, nos une, nos torna um. Então, deixa de resistir. Me beija. Agora e para sempre. E o Montenegro já disse que sempre não é todo dia, né? Pois no dia que não for sempre... a gente não precisa nem saber. A gente passa por ele e vai seguindo a felicidade. Que é para isso que a gente se encontrou. Pra sermos felizes!

P.S.1: Crônica de uma história de amor anunciada. Que pode vir a acontecer comigo ou com você. Pode ser hoje ou amanhã. Mas vai acontecer. Eu sei. Alguém me contou esse “segredo”. E eu acredito nele, viu, anjo!?

P.S.2: Essa música é da Patrícia Mellodi, cantora piauiense que mora e tenta fazer sucesso no Rio de Janeiro. O Cd dela mais novo “Pacote Completo” ta muito bacana. Ela mandou pra mim. Obrigada, Patty! Na torcida sempre por você!
postado por Anucha Melo @ 11:13 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial