<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quarta-feira, abril 04, 2007
Não quero ser estanque...



Ontem, tive na festa de aniversário do Marquim. Fui dar meu abraço no meu amigo querido. E o abraço foi demorado, curtido, sentido. Foi assim que eu senti. E acho que ele também. Junto à lembrancinha, um bilhete que traduzia meu sentimento. Perdoar é a melhor forma de viver.
Logo em seguida, recebi um cartão de páscoa da Sayô, que falava de perdão. E entendi que Deus está nos detalhes...
Lá na festa, muita gente que eu quero bem chegava com o texto pronto: “Menina, tu tá sumida”! É verdade. Eu tô. Mas isso não significa que eu esteja triste ou doente ou de mal com a vida. Tá tudo bem, gente! Sério. Não precisaria dizer, se minha atitude fala melhor de mim. Mas quero frisar. Só isso.
Amanhã, quinta-feira santa, quero amanhecer em Batalha, cidade da Minha Mãe. Já disse isso aqui: LUGAR ONDE EU SINTO ELA MAIS PERTO. Vou pra junto dos meus tios, primos, gente simples, de conversas na calçada e banhos de rio. Quero andar descalça, levar a Gaya pra passear na Praça da Matriz, onde brinquei quando era criança. Estarei pertinho dos meus três afilhados: Dedila, Célio Júnior e Ariane. Cultivarei essa plantinha poderosa que é o carinho da minha família. Que, apesar de todas as problemáticas (que há em toda família...), são a minha eterna ligação com o meu passado, minhas origens, minha história. E prezo muito isso. Aprendi a ser nostálgica com a Socorro Melo, minha mãe.
Me lembrei do Zeca Baleiro, quando ele diz:

“É mais fácil cultuar os mortos, que os vivos.
Mais fácil viver de sombras, que de sóis.
É mais fácil mimeografar o passado,
que imprimir o futuro...”

Aproveito aqui pra deixar meu beijo de Feliz Semana Santa com gosto de ovo de páscoa com sabor de Bombom Alpino, que é o que eu mais gosto. Mas como ando de dieta (e já estou com as calças frouxas, tá?!), nem me ofereçam. Engordem por mim! Beijo...

“VEJA O MUNDO PASSAR
COMO PASSA UMA ESCOLA DE SAMBA
QUE TRAVESSA...”
(Zeca Baleiro)

P.S.: A foto? Bem... foi tirada no dia 1° de janeiro de 2007 na estrada Sobral-Teresina. Eu e Cacha voltando de Jericoacoara. Ela brincando de fazer poses e fotos... Clicou isso que batizou de "DEDO DE DEUS". Nada mais apropriado para uma Semana Santa, né?
postado por Anucha Melo @ 12:06 PM 





1 Comentários:

Anonymous Rosalynn disse...

É tão bom ficar quietinha num cantinho, onde possamos ouvir os amigos, os pássaros e até o silêncio!
Ótima pasco querida!
Bj

1:16 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial