<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quinta-feira, fevereiro 08, 2007
Eu, meu gerador particular de sonhos




Esse título é um pensamento de Pierre Lévy, do livro que tô lendo e que você deveria ler também. Bom, é apenas uma sugestão, né?

Tudo ao mesmo tempo agora. A minha cadelinha está chegando às 21 horas de hoje. Viagem antecipada. Estresse aumentado. Não, não. Essa chegada não é pra causar estesse. É pra desestressar. E será. Ela está vindo num momento muito especial da minha vida. Em que tenho implementado mudanças bem significativas cá dentro. E que, logo, logo, poderão ser visualizadas cá fora. Mas, precisa de tempo pra ser maturada. Tempo é tempero! Pra cozinhar as idéias, as metas, os projetos. Dentro da mesma panela.

Voltando ao "gerador particular de sonhos"... acabo de vir de Pappardelle. E quem já esteve por aqui no blog já sabe que lá se come a melhor saladinha da cidade. Eu, na melhor compahia de uma amiga muito querida e especial: Elísia Karina. Ela me deu um presente. Me relatou "por alto" uma experiência vivenciada através do Tadashi. Você já ouviu falar? Eu já sabia mais ou menos o quê que era. Hoje, depois de ouví-la, me decidi a investir isso em mim. E vou. Nas minhas férias, em julho, antes de Buenos Aires e Salvador, passarei por mais essa depuração. Que, acredito, será uma das mais importantes da minha vida!

Sim, mas... quero agradecer quem votou e sugeriu nomes pra minha cadelinha fofa. Devo esclarecer que foram computados não só os votos do blog, mas as sugestõs "ao vivo". E... tchan, tchan, tchan... GAYA é o nome da minha filhotinha. Hoje, irei com a Cacha e o Áureo (e talvez a Kaká) buscá-la no aeroporto. Imagina como ela vai estar nervosinha a bichinha... Aí, como já passei no pet shop e comprei raçãozinha e shampoozinho, darei o primeiro banho na minha filha, para depois alimentá-la. Pense na minha alegria!

Depois mostro as fotos e conto mais. Prometo que não vou sumir. Apesar de já saber que ela, a gaya, vai precisar muito de mim nesses primeiros dias.

Mais uma de Lèvy pra vocês: "Quanto mais próximos os seres estão de nós, mais participam da moldagem de nossa alma e da trama de nossa vida".

postado por Anucha Melo @ 12:28 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial