<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, janeiro 22, 2007
Tá tudo assim... tão claro!



"Tá tudo aceso em mim
Tá tudo assim tão claro
Tá tudo brilhando em mim
Tudo ligado
Como se eu fosse um morro iluminado
Por um âmbar elétrico..."
(Calcanhoto por Bethânia)

Ouvi essa música hoje à tarde no caminho pra TV. Depois de uma chateação de trabalho de manhã. E ter vindo pra casa como um bichinho acoado, querendo colo. E não tinha colo. Faltava ela, a presença dela. Sobrava ausência dela, a saudade dela. Aí, quando a Bethânia entoa essa música, que mais parece um mantra, eu lembro de quem? Ora essa. Da Corrinha, claro. Minha mãe e pra sempre, eterna companheira e porto-seguro. Éla adorava essa música. Aliás, ela adorava música. Passava o dia com o som ligado. Ouvia o melhor de tudo. Bela herança tivemos eu e a Cacha, hein?
Mas, sim... voltemos à música. Por que essa música me tocou hoje? Porque é exatamente assim que eu me encontro. Ligada. Acesa. Brilhante. Como? Simples. Vou explicar. Não ando sorrindo pelas paredes, como é meu costume. Mas tô feliz. Não estou emendando uma farra na outra, como era meu costume. Mas me sinto iluminada. Não estou plugada na vida agitada dos meus amigos, como sempre estive. Mas estou ligada em mim.
Absolutamente fortalecida depois de ter passado bons momentos em minha própria companhia nesse final de semana. (Que boa companhia, diga-se de passagem!) Felizmente revigorada por estar mantendo o pique da semana passada nas caminhadas com a Lícia. Plenamente satisfeita com pequenas mudanças de hábitos à mesa. Totalmente em paz comigo. Quieta no meu canto. Sem perder a ternura jamais, parafraseando o Che!
Ah, pus umas fotos novas no flog. Passem lá...
www.anuchamelo.fotoblog.uol.com.br
postado por Anucha Melo @ 8:52 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial