<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
domingo, setembro 23, 2007
O vento vai dizer lento o que virá...



Toda vez que eu tô com a Claudinha no Planeta ou Luau do Marquim e que toca essa música do Los Hermanos, a gente pula, canta, dança e fica feliz.
Ontem, sábado, eu estava no Planeta acompanhada de quem eu queria estar, tranqüila e feliz... posso até arriscar dizer “EU ESTAVA NUM MOMENTO PLENO”. Aí, emocionada, meus olhos chegaram a marejar... mandei mensagem pra Claudinha. Queria que ela soubesse que eu estava feliz.

“...vou acordar para o tempo
e para o tempo parar...

como pode alguém sonhar
o que é impossível saber
não te dizer o que eu penso
já é pensar em dizer
e isso, eu vi, o vento leva!
não sei mas sinto que é como sonhar...

se tem que durar
vem renascido o amor
bento de lágrimas.
um século, três,
se as vidas atrás são parte de nós
e como será?
o vento vai dizer lento o que virá
e se chover demais a gente vai saber,
claro de um trovão,
se alguém depois sorrir em paz.
(só de encontrar...).”
Los Hermanos

Noite boa a minha ontem. Nada de relatos. Basta que vocês, corrente do bem, saibam. Eu fui feliz. Vivendo aquele momento. Curtindo cada segundo dele. Plenamente. E ainda estou como se estivesse embriagada dele. Do momento. Tenho sabido viver isso. Sem pressa. E tem valido a pena. Vai valer a pena. Aliás, já valeu!
P.S.: Claudinha, obrigada por tornar a vida mais alegre!
postado por Anucha Melo @ 9:30 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial