<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
terça-feira, janeiro 09, 2007
De boas intenções, o inferno tá cheio...



Atenção, atenção, todas as pessoas com as quais eu já estive próximo em toda a minha vida! Prestem atenção, porque não é todo dia que se faz um pedido coletivo de desculpas assim.
Venho, mui respeitosamente e sinceramente também, pedir perdão se alguma vez fui ríspida, grosseira ou mal educada com vocês. Se o que disse, em alguma oportunidade, te magoou, te ofendeu, te feriu... DESCULPE!
Não fiz por mal. Não tive a intenção de... bem, esquece. Já admiti lá em cima que de boas intenções... pois é. Intenção ou não, se fui mal com vocês, pisei na bola, fui deselegante, mal criada ou coisa parecida... PERDÃO!
Hoje, particularmente hoje, eu senti muita falta da minha mãe. Porque hoje, especialmente hoje, eu entendi que só se pode contar com uma única pessoa REALMENTE na vida: com a mãe. É. Pai, irmão, parente ou amigo... não são a mesma coisa. Mãe é diferente. Age diferente. Sente diferente. Demonstra diferente. Retribui diferente...
Sabe, eu já estava mesmo com o propósito (e os últimos posts não me deixam mentir...) de PARAR, CALAR, FECHAR um pouco, né? Na minha vida pessoal, especificamente (não quero dizer apenas na vida amorosa, viu, gente?). Pois, decidi que outras áreas da minha vida também precisam ser revistas. Minha dedicação e desvelo têm que ser comigo agora. E com mais ninguém. Cansei de ser boazinha com os outros e bruxa má comigo.
Se mesmo tentando ser alguém bacana, leve, alto astral, boa camarada, ainda assim, tenho derrapado... vou brecar. Rever meus conceitos, talvez. Me aprumar. Não vou fazer como meu pai que diz, solenemente: “Eu sou assim, pó!”. Como se a confissão abrandasse a sua culpa de ter um comportamento ou outro que desagrada uma ou mais pessoas. Sei que não sou uma anja. Mas não sou diaba. Ah, não sou mesmo. Só sou alguém tentando acertar. E estamos conversados.

Ana Carolina, mais uma vez, embalando um tema meu:

“Você pode me ver do jeito que quiser.
Eu não vou fazer esforço pra te contrariar.
De tantas mil maneiras que eu posso ser,
Estou certa que uma delas vai te agradar.
Porque eu sou feita do amor da cabeça aos pés.
E não faço outra coisa do que me doar.
Se causei alguma dor, não foi por querer.
Nunca tive a intenção te de machucar...”
postado por Anucha Melo @ 9:43 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial