<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quinta-feira, dezembro 06, 2007
Treinando o amor!



Segunda-feira, essa coisinha fofa a quem eu tô chamegando na foto vai vir passar uns dias aqui. Ela é a Ariane, minha terceira afilhada, filha do meu primo Marcelo e da Flavilene. No Natal do ano passado, eles me deram esse presente: Minha Fadinha (como eu a chamo).
Aí, na próxima semana, a gente ficou de almoçar juntas, dar um passeio no shopping, fazer um lanche, comprar presente... essas coisas que madrinha faz, sabe? E eu tenho tão pouca oportunidade de fazer isso com ela, que tenho mais é que aproveitar.
Agora, mais do que nunca, né? Ir treinando essa afetividade tão delicada, tão inocente, tão de dentro da gente. E como esses dias não têm sido dos mais fáceis... certamente, vai ser uma grande saída para eu mudar o foco. Focar no amor. No que vale a pena sentir e retribuir. Assim, de graça, sem pedir nada em troca, sem cobrar nada. Apenas sentir!
Tô chegando agora do amigo oculto das "meninas da tv". E tive uma emoção muito grande no momento em que a Giza me deu o meu presente: um lindo colar de prata com um pingente onde está transcrito o "Pai Nosso". Será que não foi feito pra mim essa peça? Não tenho como duvidar de que quando a Kalina fez a peça havia um anjinho da guarda soprando no ouvido dela para que mostrasse pra Giza. E, logo que viu, a Giza pensou em mim. Sim, foi feito pra mim.
Esse colar vai me acompanhar, me guardando, os próximos meses. Pode crer!
"Seja feita a vossa vontade. Assim na terra, como no céu!"
postado por Anucha Melo @ 8:50 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial