<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, fevereiro 16, 2009
Doce deleite



06h40Rãn, rãn, rãn... buáaaaaaaaaaaa.... Lá vou eu. Bom dia, príncipe! Pego no berço, troco a fralda cheinha de xixi e vamos pra cozinha fazer a mamadinha. Cadeira de balanço... guti-guti-guti... Entrego-o pra betinha e volto pra mais um cochilinho.
08h30 – Pulo da cama, preparo a banheira e um banho demorado. Mistura de asseio com sessão de carinho. Boto uma roupa bem quentinha nele, porque esfriou esses dias por aqui. Enquanto eu tomo banho e, em seguida, meu café, a Bete segura as pontas. E o papai faz uns denguinhos antes de voar pro trabalho!
09h30 – Hora da vitamina de abacate. Huuuuuummmm... mais cadeirinha de balanço. Um descansozinho de meia hora de muito dengo. Aí... chão! Ele não quer saber de outra coisa agora: engatinhar! Pra cima e pra baixo, descobrindo as coisas, arrastando cadeira... Hoje, com 8 meses completados na sexta-feira, sentou, apoiou na minha perna, forçou um pouquinho e... não é que vi meu filho se levantar e ficar de pé sem nenhuma mãozinha!?! (Mãe babona!, pode chamar.)
10h30 – Redinha balançando, backyardigans na TV e cochilinho do meio da manhã. Uma hora depois, o chocalinho do berço dá sinais de que ele já despertou e quer atenção! Resgato do berço e ficamos no chão fazendo barulho de motor de carro, sabe? Ele adora! Gargalha com a cabecinha descangotada pra trás...
12h30 – Sopinha de galinha com legumes. Ai, que delícia. Não deu trabalho nenhum. Comeu tudinho. E ainda quis uma maçãzinha raspadinha de sobremesa. Glutãozinho da mamãe! Logo, logo, começa a coçar os olhinhos, como quem diz: “Soninho, mamãe!” Redinha de novo, balancinho de novo, carinho de novo. Dormimos os dois assistindo a Sandra Anemberg.
14h30 – Plantão da Betinha. Enquanto a mamãe ta no computador, mexendo no Orkut, blog, mails e sites, ele se arrasta pelo chão. Coisa mais fofa. Dá umas paradinhas e faz cara de bichinho de pelúcia, fungando com o narizinho. Largo tudo e vou apertar as bochechas dele. Não, eu não me controlo!
15h30
– Vitamina de banana. Oba, oba! Já sai dos braços da Betinha dormindo. Mas só demora 40 minutos e lá está ele se remexendo no berço. Pego e boto no chão. Porque agora, todo dia é um progresso a mais pra ele já, já começar a dar os primeiros passos. Se puxar pra mim... meu pai disse que eu engatinhei com 10 meses! Parece mentira, né? Bom, eu acredito no meu pai! (kkk)
17h30 – Banhozinho bem quentinho pra acalmar. Roupinha de frio pra esquentar. E lá vamos nós amornar a sopinha do jantar. Come fazendo caretinha e, de vez em quando, pra matar a mamãe de raiva... cospe tudo na cara da gente. Pode? “Cospir na cara da mamãe, pode!”
19h00 – Papai chega do trabalho e ele se derrete todo. Quer braço, quer colo, quer brincar de cavalinho, roçar a mãozinha fofa na barba, soltar muita gargalhada. Brinquedos pelo chão e mais uma sessão de brincadeiras e arrasta-arrasta até começar a coçar os olhinhos.
21h00 – Última mamadinha do dia. Olhos cerrados, muitas pausas pra mamar e... Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz... Dormiu!
23h45 – Chorinho acusa fralda encharcada. Pego do berço, troco na penumbra, faço uma cantoriazinha e... cadeirinha de balanço. “Dorme a cidade, resta um coração silencioso... lárálárálá...”
00h00
– E não me canso. Mas... hora de dormir...
"Pra poder ser livre como a gente quis. Quero te ver feliz. Meu pequeno grande, amor..." (Eita, Minha Gorda, agora eu chorei!!! Lembra da gente ouvindo Beto Guedes???)
postado por Anucha Melo @ 4:27 PM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial