<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d37983758\x26blogName\x3dAnucha+Melo\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://anuchamelo.blogspot.com/\x26vt\x3d5035176595317743179', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
sexta-feira, setembro 26, 2008
“É melhor viver que ser feliz!”



Oi, povo!
Passei um tempão aqui no blog dizendo que “QUERIA SER FELIZ!” Era mais um lamento que um propósito forte. E eu nem sabia direito o que significava aquele sentimento.
Hoje, casada, mãe de um filhote lindo de três meses e 13 dias, eu afirmo que “ESTOU FELIZ”. Esse lance de ser feliz é meio utópico, sabe? Você não é feliz todo dia. Aquela velha história do Oswaldo Montenegro: “... eu acho que vai ser pra sempre, mas sempre não é todo dia...”
Pois bem, passei aqui só pra dar um sinal de vida. Tô em São Paulo. Morando nessa cidade muito estranha pra mim. Aproveito meu tempo para cuidar do meu filho, da (agora) minha casa e do meu marido, que tem sido um grande companheiro. A nossa vida deu uma super guinada. Mas a gente está aprendendo a viver a nossa vida!
E para explicar o por quê da frase que intitula o post... eu ouvi isso num especial do Vinícius de Moraes madrugada dessas na Globo, enquanto dava de mamar para o meu rebento. Bem ali eu percebi que vivo melhor se simplesmente viver...
Fazer como bem disse a Sayô pra mim: “... a gente tem que fazer de tudo para ficar bem, aceitando os percalços e seguindo em frente rumo a um bem maior.”
Caramba! Minha amiga Sayô virou uma sábia!!!
P.S.: Aqui, eu e Lucas no 3º mensário dele!
postado por Anucha Melo @ 10:39 AM 





0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial